terça-feira, 4 de setembro de 2012

COMO CRIAR CODORNAS


Criação de codornas

Uma das principais vantagens da coturnicultura, ou criação de codornas, é a facilidade do manejo, principalmente para quem nunca lidou com animais. Além disso, a atividade pode ser uma boa alternativa econômica, principalmente para a produção de ovos. Nos últimos anos, o consumo de ovos tem crescido bastante e o investimento necessário para iniciar essa criação é baixo, assim como os gastos com mão-de-obra.
As codornas são originárias da Europa e da Ásia. Levadas para o Japão por volta de 1900, foram realizados vários cruzamentos, que resultaram na Coturnix coturnix japonica, a codorna doméstica que conhecemos. No Brasil, a criação para a produção de carne e ovos teve início em 1910, pelos japoneses e chineses, e estima-se que hoje o número dessas aves esteja em torno de seis milhões.

Para obter sucesso na criação, o produtor precisa estar atento a três cuidados básicos: aves de boa procedência, ração de qualidade e manejo adequado, que inclui higiene e utilização de vitaminas e medicamentos, quando necessário. Por terem sido domesticadas há pouco tempo, há cerca de um século, as codornas ainda mantêm características silvestres. São resistentes e se adaptam a condições ambientais diversas, mas se desenvolvem melhor em regiões de clima estável, com temperatura de 25 graus. Não gostam de sol e vento diretos e, quando vivem soltas, têm o hábito de ficar escondidas no meio do mato.

A criação pode ser iniciada com apenas 100 codornas, para consumo familiar. Com mil ou duas mil aves, a lucratividade é pequena, mas é um bom número para começar. A quantidade recomendada para uma pequena granja é de cinco a dez mil aves. Nesse caso, é aconselhável formar uma pequena clientela na região antes de comprar as aves, para não haver encalhe dos ovos. É possível comprar as aves ainda pequenas (a partir de um dia) ou já adultas, prontas para a postura.



Além de ter um galpão disponível, é preciso adquirir gaiolas, bebedouros, comedouros e uma chocadeira elétrica, pois as codornas não chocam. Cada gaiola (100 centímetros por 50 centímetros) comporta cerca de 36 aves. Pode-se utilizar o sistema de baterias, ou vertical, em que as gaiolas são sobrepostas. A principal vantagem desse sistema é alojar um número maior de aves. Em um galpão de 30 metros de comprimento e cinco metros de largura, por exemplo, cabem até dez mil codornas. Além disso, os dejetos ficam depositados em bandejas, facilitando a retirada. O sistema piramidal, com estrutura no formato de pirâmide, é mais utilizado em galpões menores. Nele, os dejetos das aves caem no chão e ficam armazenados embaixo das gaiolas. Se o piso for de concreto, a limpeza deve ser feita semanalmente; se o chão for de terra, a limpeza pode ser feita em intervalos maiores.

As codornas começam a botar com 45 dias e, até os 12 ou 14 meses, põem um ovo por dia. Os ovos são vendidos para supermercados e restaurantes. Na região Sul do país é bastante comum encontrá-los no comércio já cozidos e em forma de conserva. Os ovos de codorna são ricos em proteínas, possuem grande quantidade de vitamina B1 e B2, ferro, manganês, cobre, fósforo e cálcio. Além disso os níveis de colesterol são baixos.

 
Além de galpão, criadores precisam comprar gaiolas, bebedouros, comedouros e uma chocadeira elétrica, porque são aves que não chocam; cuidados básicos incluem higiene e uso de medicamentos e vitaminas
 

A exploração de codornas para corte no Brasil ainda é pequena. Apesar da procura pela carne estar aumentando, o preço ainda é alto. Para o pequeno produtor, os custos de instalação são elevados, pois como se trata de abate de animais é preciso seguir as normas de higiene e saúde exigidas pelo Ministério da Saúde. Todo o processo de abate precisa ser mecanizado, a câmera frigorífica é obrigatória e as instalações devem seguir um padrão. Por isso, esse segmento encontra-se atualmente concentrado nos grandes frigoríficos. Outra possibilidade de exploração da atividade é a produção de codornas de um a 35 dias, para venda.


IMPORTÂNCIA

A codorna vem-se destacando, nos últimos tempos, como promissora criação de aves
adaptada às condições de exploração doméstica. Esta preferência é decorrente do crescente
aumento do consumo de ovos de codorna e do expcepcional sabor de sua carne, responsável
por iguarias finas e sofisticadas.
Do lado técnico-econômico, torna-se ainda mais atrativa, ao verificar-se o seu rápido
crescimento e atingimento da idade de postura, a sua elevada prolificidade e o seu pequeno
consumo de ração, conforme os dados zootécnicos que se seguem:
· Peso do pinto ao nascer: 10 gramas
· Peso da ave adulta: fêmea 150 gramas - macho 120 gramas
· Início de postura: 45 dias
· Período de produção: 10 meses
· Percentagem de postura: até 80%
· Ovos por ave por ciclo produtivo: 250 a 300 ovos
· Peso médio do ovo: 10 a 12 gramas
· Período de incubação: 16 dias
· Idade para abate: 45 dias
· Peso médio de abate: 120 gramas
· Consumo de alimento até o abate: 500 gramas
· A criação racional de codornas segue regras básicas de manejo, alimentação, sanidade e instalações.

ONDE CRIAR CODORNAS

As codornas devem, preferentemente ser criadas em baterias gaiolas, por ocuparem menor espaço, além de facilitar o manejo da ave.
Estas baterias e gaiolas de criação podem ser de construção caseira, empregando-se tábuas e tela de arame, ou, ainda, adquiridas no comércio.
Devem ficar ao abrigo, em cômodo vedado e ventilado.
1- Baterias de Reprodução
Destinadas àquelas aves de reprodução, devem ser de abrigo coletivo: uma gaiola para um macho e 2 a 3 fêmeas. Um conjunto de gaiolas superpostas formará as baterias.
2- Baterias para Produção de Ovos
Destinadas somente às codornas fêmeas em período de postura, são constituídas por grupos de pequenas jaulas justapostas para o abrigo de 2 a 3 aves.
3- Gaiolas Criadeiras
Com aquecimento elétrico, são utilizadas para a criação do pintinho, desde a eclosão até a idade mínima de 15 dias.
Este tipo de criação em piso forrado de maravalhas e aquecido com campânula ou lâmpada.
Os bebedouros devem ser do tipo copo de pressão, usado para pintinhos de um dia, com
mola espiral no espaço destinado à bebida, ou do tipo mangueira fina, cobrindo toda a
extensão, de maneira a evitar que os pintinhos se afoguem.
4- Bateria de Engorda
Constituída por conjuntos de jaulas coletivas, destinam-se à criação das codornas para o
abate.
A engorda ainda poderá ser feita em piso forrado com cama à semelhança da ciação de
frangos. O cômodo deve ser adequadamente vedado, e é possível criar entre 120 a 150 aves por metro quadrado.

COMO ALIMENTAR AS CODORNAS

Em nosso meio, são encontradas rações comerciais fareladas de uso exclusivo de codornas.
Pintinho de codorna, após a eclosão, deve ser mantido em jejum durante 24 horas. A partir deste período receberá ração à vontade. Esta ração contendo 26% de proteína bruta deverá ser oferecida à ave até a idade de 45 dias, quando é levada ao abate ou para a produção de ovos. O consumo estimado no período é de 500 gramas por aves.
A partir de 45 dias, as fêmeas receberão a ração de postura com cerca de 23% de proteína bruta.
Devem ser oferecidos diariamente entre 30 a 35 gramas desta ração por ave.


A água deve ser potável e sempre à vontade.
A ração deve ser armazenada em local seco e fresco, não ter contato direto da embalagem com o piso e não ser guardada por período superior a 30 dias. Deve-se evitar, ainda, que seja atacada por roedores.

COMO MANEJAR A CRIAÇÃO

1- Manejo de Reprodução
As codornas de reprodução devem, preferentemente, ser mantidas em gaiolas coletivas de macho e fêmea. Semanalmente, o macho de um abrigo deve ser trocado de lugar com o macho do abrigo vizinho e assim sucessivamente. Recomenda-se um macho para cada 2 a 3 fêmeas.
Devido à grande sensibilidade das codornas à consanguinidade, com marcados efeitos
nocivos, recomenda-se evitar os cruzamentos entre parentes parentes próximos. Os ovos
férteis de codornas podem ser incubados naturalmente com galinhas anãs ou pombas, muito
embora seja um método de pouca eficiência, devido às grandes perdas. O mais
recomendável é através da incubação artificial.
2- Manejo do Pintinho
Decorridas as primeiras 24 horas da eclosão, os pintinhos devem receber aquecimento,
ração e água à vontade.
A temperatura inicial de criação deve ser 38ºC. A partir do terceiro dia de vida, procede-se à redução diária de 1ºC até que a temperatura se torne ambiente.
piso da criadeira é forrado com papel durante os três primeiros dias de vida. A ração será distribuída na própria forração de papel por sobre o piso, nos três primeiros dias. Depois oferecida em cochos do tipo bandeja.
Os bebedouros devem ser lavados e sua água trocada, no mínimo, duas vezes ao dia.
3- Manejo da Recria
A recria compreende o período entre 16 e 45 dias de idade. Nesta época, as aves continuam recebendo ração e água à vontade.
4- Manejo de Postura
A quantidade de ração por ave deve ser de 30 a 35 gramas, e a água deverá ser fornecida a vontade.
Para um índice elevado de postura, o ambiente da criação das codornas em produção deve ser iluminado na base de uma lâmpada incandescente de 15 WATTS para cada 5 metros quadrados de galpão.
Recomenda-se do dia seja prolongado para 17 horas, através da associação de luz natural

Criação de Codornas


Com luz artificial, estabelecendo-se um esquema de acendimento das lâmpadas pela
madrugada e à noite.
Exemplo: ligar às 4 horas e desligar às 6 horas e 30 minutos.
Ligar novamente às 17 horas e 30 minutos e desligar às 21 horas.
5- Manejo dos Ovos
Os ovos serão colhidos duas vezes ao dia. A primeira coleta realizada pela manhã e a outra, à tarde. Eles devem ser acondicionados nos pentes próprios, mantidos sobre refrigeração,
Para que as suas qualidades nutritivas sejam conservadas. Os ovos destinados à incubação
Serão mantidos em ambiente fresco, arejado e nunca por um período superior a 7 dias.

COMO PREVENIR DOENÇAS

Constituem-se práticas que contribuem para a saúde das codornas a limpeza e a
higienização do ambiente da criação, a limpeza frequente dos bebedouros e comedouros, assim como, a retirada periódica das fezes nas bandejas coletoras.
Deve-se lavar e desinfetar a bateria ou a gaiola toda vez que dela for retirado um lote.
1- Vacinação
As codornas devem ser vacinadas contra as doenças de Newcastle e Coriza, por se
constituírem naquelas de maior importância econômica.
Vacinação de Newcastle:
1a. dose - aos 21 dias de idade, vacina vírus vivo, amostra La Sota.
- via ocular, instilando-se uma gota de vacina no olho.
2a. dose - aos 45 dias de idade, vacina vírus morto, oleosa.
- via injetável, no músculo do peito, ou subcutânea, na dose de 0,5 ml (meio
mililitro)
Vacinação de Coriza Infecciosa:
1a. dose - aos 28 anos de idade, vacina amostra morta, a absorvida em hidróxido de
alumínio.
- via injetável, no músculo do peito ou subcutânea, na dose de 0,5ml.
2a. dose - aos 45 dias de idade, vacina amostra morta, emulsão oleosa.
-via injetável, no músculo do peito ou subcutânea, na dose de 0,5 ml.
2- Vermifugação
Aos 30 dias de idade, vermifugar as aves, através da ração, com drogas à base de
mebendazole. Repetir a medicação 3 semanas após.
A dosagem deverá ser o dobro daquela recomendada a galinhas.

MANUAL PARA CONSTRUÇÃODE CHOCADEIRA




UMA SOLUÇÃO SIMPLES E BARATA, CASO VOCÊ TENHA PEQUENAS QUANTIDADES DE OVOS FERTILIZADOS E PRETENDA CHOCÁ-LOS. É UMA CHOCADEIRA QUE SERÁ ÚTIL PARA TODOS OS TIPOS DE OVOS.



PROJETO DE CHOCADEIRA EM CAIXA DE MADEIRA
Este projeto contém todas as medidas e materiais envolvidos na
construção dessa chocadeira ou incubadora de ovos semi automática.

Esta incubadora funciona perfeitamente, desde que você faça as viragens dos ovos regularmente, tenha um bom termostato que mantenha a temperatura constante com um mínimo de variação, e boa umidade interna.

Vamos utilizar uma caixa de madeira com as seguintes medidas externas :
O ideal é compensado de 15 mm de espessura.






1- Começamos pela grade de rolagem dos ovos.
Definimos a quantidade de ovos que vamos processar.
84 Ovos de Galinha = 21 dias de incubação
Perímetro do ovo = 13,6 cm, Meio perímetro = 6,8 cm. Adotamos 6,5 cm .
A distância da rolagem é exatamente metade do perímetro do ovo de galinha deitado.
Calculamos o tamanho da grade de rolagem dos ovos de galinha.
Você vai fazer uma grade para rolagem dos ovos. Usando fio de 3 mm fio de arame galvanizado rígido. Pode usar outro processo também. Com as seguintes dimensões.





Você pode comprar um pedaço de tela Galvanizada Soldada com este espaçamento ou aproximado em qualquer loja de materiais de construção.
Calculamos o tamanho da grade de rolagem dos ovos de codorna
260 Ovos de Codorna = 16 dias na incubação

Perímetro = 6,9 cm, Meio perímetro = 3,45 cm. Adotamos 3,7 cm.




2 - Definimos o tamanho da bandeja dos ovos .
Medidas internas da bandeja 62 cm X 43 cm
Medidas externas da bandeja 65 cm X 46 cm
Cortar dez madeiras com:
Duas de 43 X 3 X 1,5 cm para correr a bandeja
Duas de 43 X 3 X 1,5 cm mais
Duas de 65 X 3 X 1,5 cm para fazer a bandeja
Duas de 62 X 1 X 1 cm para engradado interno
Três de 41 X 1 X 1 cm para engradado interno



 









Colocar nesta armação uma tela furada e resistente de modo a suportar o peso dos ovos, pode ser de nylon ou de arame com vazamento de 0,5 cm quadrado. Prenda como você achar melhor.

Aspecto da bandeja mais a grade de rolagem



Instalando a bandeja mais a grade de rolagem dentro da caixa de madeira 


A fixação da madeira de apoio da bandeja deve ser com quatro parafusos, arruelas e porcas em cada lado, mas pode usar pregos adequados. Continuando o projeto:Observe as posições da lâmpada, do sensor , dos furos de ventilação, da barra de apoio da bandeja.


As lâmpadas são presas uma de cada lado, pode usar bocal de baquelita ou louça.
Usar 2 lâmpadas de 60 W . Procure colocar o termômetro no mesmo nível do sensor porém no lado oposto. Com cuidado para não quebrar. Observar a temperatura estabilizar em 37,5 ° C . Fazer 12 furos para ventilação de 1 cm de diâmetro na base; quatro próximos a lateral, quatro próximos a outra lateral e quatro no meio da base conforme a figura acima.Observar que os recipientes de água não devem tampar os furos de ventilação. Colocar nos furos uma tela fina para evitar a entrada de insetos se for necessário. Fazer um furo maior no teto da caixa com 3 cm de diâmetro. Este é o furo de ventilação superior, deve ser feita uma tampa móvel para este furo, pois ela será aberta gradualmente.


A colocação do vidro, como visor, fica a critério do montador, contanto que considere a vedação usando massa de calafetar.
O termômetro deve ser fixado no meio do visor para se proceder a leitura sempre que necessário.
Quando próximo do nascimento dos pintinhos o termômetro deve ser removido para evitar que os pintinhos o quebrem.
Para rolagem dos ovos , proceda da seguinte forma. Faça um furo fino no sentido horizontal de modo a caber a chave que vai empurrar e puxar a grade de rolagem dos ovos.Procurar fazer o furo alinhando com a grade de rolagem. A chave de rolagem deve ser fabricada com o arame ou o fio que usou na fabricação da grade de rolagem e deve ser rígido.









Prospecto final
Identificação de todos os elementos envolvidos.



Para a colocação da bandeja de ovos na chocadeira.



Detalhes da dobradiça.
Ficam localizadas na parte inferior da tampa.



Como fechar. Dois pequenos trincos em cima, um de cada lado .



Detalhes da montagem da grade, realizar soldas nos locais indicados, se você fizer com arames liso.


Posição do visor

Ao nível dos ovos, de modo que o termômetro fique com o sensor de leitura nivelado com os ovos e a coluna de leitura fique visível no visor.

Figuras que podem facilitar a compreensão da montagem.






Medidas das peças de madeira .







COMO UTILIZAR A CHOCADEIRA.
INSTALAÇÃO
Instale sua chocadeira sobre uma mesa de madeira em local arejado.
Não colocar em superfície fria, longe de raios solares e fortes ventos.
 

OVOS
Escolha ovos de galinha ou com boa média de postura, descartando a más poedeiras. Os ovos devem ser depositados com a ponta virada para baixo. Em um local fresco e arejado, coloque-os em um tabuleiro com areia fina e devem ser virados duas vezes ao dia para que o ar em seu interior não cole na casca.

UMIDADE
O recipiente para água fornece umidade para a chocadeira e no meio da incubação deve-se completar seu nível da água, use uma mangueira fina pela tampa frontal , é importante que tenha umidade no interior da câmara de chocagem.

Ovos de pato, marreco, cisne, ganso, aves aquáticas devem ser pulverizados com água morna em todas as viragens até o fim da incubação.
Ovos de codorna devem se pulverizados com água morna entre o 10° e 15° dia de incubação, não pode ferver a água senão mata os ovos.
VENTILAÇÃO
No teto da chocadeira contém a tampa de ventilação esta tampa deverá permanecer fechada durante as primeiras 48 horas, depois deste período abra metade do furo e; para galinha permaneça assim até o 10° dia da incubação, para codorna permaneça assim até o 7° dia da incubação depois abra totalmente até o fim da incubação.

PRÉ-AQUECIMENTO
Coloque água no recipiente até 1 cm da borda
Coloque a bandeja mais a grade.
Instale o controlador térmico,(Termostato) já adquirido, ou na parte superior ou na lateral.
Instale o sensor no nível dos ovos.
Instale o termômetro na face oposta ao do sensor no visor de modo a poder ser feito a leitura e posteriormente ser removido. Coloque as lâmpadas de 60 W.
Feche a chocadeira com a tampa de ventilação fechada,(furo de cima) ligue e aguarde aquecer.
Depois de 1 hora verifique a temperatura do termômetro.
Proceda a calibração da temperatura interna da incubadora até atingir
37,7 °C.

Estando calibrado em 37,7 °C, aguarde mais uns vinte minutos para ter certeza.
O tempo de aquecimento interno da câmara , varia de local para local.

INCUBAÇÃO
Após o pré-aquecimento abra a chocadeira, retire a bandeja com a grade e coloque os ovos na grade que está na bandeja, não colocar ovos no espaço destinado ao movimento da grade depois coloque a bandeja com os ovos na chocadeira pré-aquecida. Faça coincidir a chapa de rolagem com o furo da chave de rolagem. Procure evitar perder a calor armazenado no interior da chocadeira.
A temperatura da chocadeira vai cair, mas não se preocupe pois os ovos estão frios e logo irão atingir a temperatura de chocagem.
ROLAGEM
Comece a rolar os ovos 48 horas após o início da incubação. Com a chave de rolagem , introduza-a no local e de maneira apropriada EMPURRE a gaveta devagar. Com isso os ovos rolaram metade de seu perímetro, pode se dizer que ficarão de “cabeça para baixo”, depois de oito horas faça o procedimento inverso, com a chave de rolagem PUXE a grade devagar, desta forma os ovos voltarão a ficar na mesma posição, se preferir de “cabeça para cima”. Mais 8 horas, empurre . Mais 8 horas , puxe ...
Parar a rolagem faltando três dias para o nascimento.
NASCEDOURO
Após eclodirem os ovos, os pintinhos deverão permanecer na incubadeira por 24 horas.
TABELA DE INCUBAÇÃO
AVES DIAS
Galinha Doméstica 21
Codorna Doméstica 17
Pato Doméstico 30
Marreco 28
Cisne Comum 36
Ganso 28
PROBLEMAS E SOLUÇÕES
Nascimento prematuro – Temperatura elevada ou diferença de temperatura no interior da chocadeira.
Nascimento pós-maturo – Temperatura baixa ou diferença de temperatura no interior da chocadeira.
Pinto morto e molhado dentro do ovo – Oxigenação insuficiente, deve-se abrir a tampa de ventilação antes do 10° dia da incubação.
Pinto morto e seco dentro do ovo – Temperatura alta ou oxigenação excessiva, verifique a temperatura e abra menos a tampa de ventilação.
DADOS TÉCNICOS
Caixa de Madeira c/ 68,4 cm de comprimento X 49,4 cm de largura X 36 cm de altura.
Obs. Medidas externas.
Bandeja para colocação dos ovos com 65 cm X 46 cm X 3 cm
Grade para rolagem dos ovos de :
Galinha com 55,5 cm x 43 cm e capacidade para 84 ovos
Codorna com 58,3 cm x 43 cm e capacidade para 260 ovos
Dois bocais com duas lâmpadas de 60 W
Dois recipientes para água com 6 cm de altura X 25 cm X 44 cm
Pode-se usar vários recipientes, contanto que não falte água.
Termômetro encontrado nas farmácias
Controlador Térmico(TERMOSTATO)
Visor de vidro , 4 mm X 10 cm X 15 cm
Isopor com 2 cm X 46,4 cm X 65,4 cm
Dobradiças, pregos, parafusos, arruelas e porcas
CONSIDERAÇÕES FINAIS
Comece a montagem pala bandeja de ovos, verifique as medidas internas da chocadeira para que a bandeja fique livre e justa no interior dela.
Construa a grade de rolagem dos ovos, cheque se ela corre livre dentro da bandeja.
Faça o apoio da bandeja dentro da caixa e análise como colocar e tirar a bandeja.
Estude a melhor forma de fazer isso. Faça os doze furos inferiores.Quatro em um lado, quatro no outro e quatro no meio. Vede os furos com telas para não entrar insetos, permitindo só a ventilação se for necessário.
Providencie o recipiente de água, se for dois, ótimo, se for vários , não tem problema.
Avalie como você vai colocar água neles depois de iniciado o processo de incubação.
Faça o teste antes com uma mangueira fina e deposite água nos recipientes.
Instale o Controlador Térmico e fixe o sensor térmico no interior da caixa.
Defina o local do termômetro , avalie a sua inserção e remoção da caixa de modo a ser prático. Instale as lâmpadas, faça o furo de ventilação e sua tampa para calibrar a passagem do ar no processo da incubação.
Se precisar alterar alguma medida , lembre-se que quase todas serão alteradas.
O importante é que no resultado final tudo case e FUNCIONE CORRETAMENTE.
Inicie o processo e bons negócios.
Com um pouco de perseverança tudo se consegue.



polishop com vc
Procuramos Pessoas Sérias Interessadas em Desenvolver um Marketing de Rede Simples e Muito Lucrativo com uma Empresa Bilionária e Mundialmente Conhecida: A POLISHOP.

Monte sua Rede de Lojas polishop e Ganhe Muito Dinheiro.

Acesse e cadast
re-se


MANUAL PARA CONSTRUÇÃODE CHOCADEIRA

 



UMA SOLUÇÃO SIMPLES E BARATA, CASO VOCÊ TENHA PEQUENAS QUANTIDADES DE OVOS FERTILIZADOS E PRETENDA CHOCÁ-LOS. É UMA CHOCADEIRA QUE SERÁ ÚTIL PARA TODOS OS TIPOS DE OVOS.



PROJETO DE CHOCADEIRA EM CAIXA DE MADEIRA
Este projeto contém todas as medidas e materiais envolvidos na
construção dessa chocadeira ou incubadora de ovos semi automática.

Esta incubadora funciona perfeitamente, desde que você faça as viragens dos ovos regularmente, tenha um bom termostato que mantenha a temperatura constante com um mínimo de variação, e boa umidade interna.

Vamos utilizar uma caixa de madeira com as seguintes medidas externas :
O ideal é compensado de 15 mm de espessura.










1- Começamos pela grade de rolagem dos ovos.
Definimos a quantidade de ovos que vamos processar.
84 Ovos de Galinha = 21 dias de incubação
Perímetro do ovo = 13,6 cm, Meio perímetro = 6,8 cm. Adotamos 6,5 cm .
A distância da rolagem é exatamente metade do perímetro do ovo de galinha deitado.
Calculamos o tamanho da grade de rolagem dos ovos de galinha.
Você vai fazer uma grade para rolagem dos ovos. Usando fio de 3 mm fio de arame galvanizado rígido. Pode usar outro processo também. Com as seguintes dimensões.







Você pode comprar um pedaço de tela Galvanizada Soldada com este espaçamento ou aproximado em qualquer loja de materiais de construção.
Calculamos o tamanho da grade de rolagem dos ovos de codorna
260 Ovos de Codorna = 16 dias na incubação

Perímetro = 6,9 cm, Meio perímetro = 3,45 cm. Adotamos 3,7 cm.






2 - Definimos o tamanho da bandeja dos ovos .
Medidas internas da bandeja 62 cm X 43 cm
Medidas externas da bandeja 65 cm X 46 cm
Cortar dez madeiras com:
Duas de 43 X 3 X 1,5 cm para correr a bandeja
Duas de 43 X 3 X 1,5 cm mais
Duas de 65 X 3 X 1,5 cm para fazer a bandeja
Duas de 62 X 1 X 1 cm para engradado interno
Três de 41 X 1 X 1 cm para engradado interno



 









Colocar nesta armação uma tela furada e resistente de modo a suportar o peso dos ovos, pode ser de nylon ou de arame com vazamento de 0,5 cm quadrado. Prenda como você achar melhor.

Aspecto da bandeja mais a grade de rolagem






Instalando a bandeja mais a grade de rolagem dentro da caixa de madeira 



A fixação da madeira de apoio da bandeja deve ser com quatro parafusos, arruelas e porcas em cada lado, mas pode usar pregos adequados. Continuando o projeto:Observe as posições da lâmpada, do sensor , dos furos de ventilação, da barra de apoio da bandeja.



As lâmpadas são presas uma de cada lado, pode usar bocal de baquelita ou louça.
Usar 2 lâmpadas de 60 W . Procure colocar o termômetro no mesmo nível do sensor porém no lado oposto. Com cuidado para não quebrar. Observar a temperatura estabilizar em 37,5 ° C . Fazer 12 furos para ventilação de 1 cm de diâmetro na base; quatro próximos a lateral, quatro próximos a outra lateral e quatro no meio da base conforme a figura acima.Observar que os recipientes de água não devem tampar os furos de ventilação. Colocar nos furos uma tela fina para evitar a entrada de insetos se for necessário. Fazer um furo maior no teto da caixa com 3 cm de diâmetro. Este é o furo de ventilação superior, deve ser feita uma tampa móvel para este furo, pois ela será aberta gradualmente.



A colocação do vidro, como visor, fica a critério do montador, contanto que considere a vedação usando massa de calafetar.
O termômetro deve ser fixado no meio do visor para se proceder a leitura sempre que necessário.
Quando próximo do nascimento dos pintinhos o termômetro deve ser removido para evitar que os pintinhos o quebrem.
Para rolagem dos ovos , proceda da seguinte forma. Faça um furo fino no sentido horizontal de modo a caber a chave que vai empurrar e puxar a grade de rolagem dos ovos.Procurar fazer o furo alinhando com a grade de rolagem. A chave de rolagem deve ser fabricada com o arame ou o fio que usou na fabricação da grade de rolagem e deve ser rígido.












Prospecto final
Identificação de todos os elementos envolvidos.




Para a colocação da bandeja de ovos na chocadeira.




Detalhes da dobradiça.
Ficam localizadas na parte inferior da tampa.




Como fechar. Dois pequenos trincos em cima, um de cada lado .




Detalhes da montagem da grade, realizar soldas nos locais indicados, se você fizer com arames liso.



Posição do visor

Ao nível dos ovos, de modo que o termômetro fique com o sensor de leitura nivelado com os ovos e a coluna de leitura fique visível no visor.


Figuras que podem facilitar a compreensão da montagem.












Medidas das peças de madeira .











COMO UTILIZAR A CHOCADEIRA.
INSTALAÇÃO
Instale sua chocadeira sobre uma mesa de madeira em local arejado.
Não colocar em superfície fria, longe de raios solares e fortes ventos.
 

OVOS
Escolha ovos de galinha ou com boa média de postura, descartando a más poedeiras. Os ovos devem ser depositados com a ponta virada para baixo. Em um local fresco e arejado, coloque-os em um tabuleiro com areia fina e devem ser virados duas vezes ao dia para que o ar em seu interior não cole na casca.

UMIDADE
O recipiente para água fornece umidade para a chocadeira e no meio da incubação deve-se completar seu nível da água, use uma mangueira fina pela tampa frontal , é importante que tenha umidade no interior da câmara de chocagem.

Ovos de pato, marreco, cisne, ganso, aves aquáticas devem ser pulverizados com água morna em todas as viragens até o fim da incubação.
Ovos de codorna devem se pulverizados com água morna entre o 10° e 15° dia de incubação, não pode ferver a água senão mata os ovos.
VENTILAÇÃO
No teto da chocadeira contém a tampa de ventilação esta tampa deverá permanecer fechada durante as primeiras 48 horas, depois deste período abra metade do furo e; para galinha permaneça assim até o 10° dia da incubação, para codorna permaneça assim até o 7° dia da incubação depois abra totalmente até o fim da incubação.

PRÉ-AQUECIMENTO
Coloque água no recipiente até 1 cm da borda
Coloque a bandeja mais a grade.
Instale o controlador térmico,(Termostato) já adquirido, ou na parte superior ou na lateral.
Instale o sensor no nível dos ovos.
Instale o termômetro na face oposta ao do sensor no visor de modo a poder ser feito a leitura e posteriormente ser removido. Coloque as lâmpadas de 60 W.
Feche a chocadeira com a tampa de ventilação fechada,(furo de cima) ligue e aguarde aquecer.
Depois de 1 hora verifique a temperatura do termômetro.
Proceda a calibração da temperatura interna da incubadora até atingir
37,7 °C.

Estando calibrado em 37,7 °C, aguarde mais uns vinte minutos para ter certeza.
O tempo de aquecimento interno da câmara , varia de local para local.

INCUBAÇÃO
Após o pré-aquecimento abra a chocadeira, retire a bandeja com a grade e coloque os ovos na grade que está na bandeja, não colocar ovos no espaço destinado ao movimento da grade depois coloque a bandeja com os ovos na chocadeira pré-aquecida. Faça coincidir a chapa de rolagem com o furo da chave de rolagem. Procure evitar perder a calor armazenado no interior da chocadeira.
A temperatura da chocadeira vai cair, mas não se preocupe pois os ovos estão frios e logo irão atingir a temperatura de chocagem.
ROLAGEM
Comece a rolar os ovos 48 horas após o início da incubação. Com a chave de rolagem , introduza-a no local e de maneira apropriada EMPURRE a gaveta devagar. Com isso os ovos rolaram metade de seu perímetro, pode se dizer que ficarão de “cabeça para baixo”, depois de oito horas faça o procedimento inverso, com a chave de rolagem PUXE a grade devagar, desta forma os ovos voltarão a ficar na mesma posição, se preferir de “cabeça para cima”. Mais 8 horas, empurre . Mais 8 horas , puxe ...
Parar a rolagem faltando três dias para o nascimento.
NASCEDOURO
Após eclodirem os ovos, os pintinhos deverão permanecer na incubadeira por 24 horas.
TABELA DE INCUBAÇÃO
AVES DIAS
Galinha Doméstica 21
Codorna Doméstica 17
Pato Doméstico 30
Marreco 28
Cisne Comum 36
Ganso 28
PROBLEMAS E SOLUÇÕES
Nascimento prematuro – Temperatura elevada ou diferença de temperatura no interior da chocadeira.
Nascimento pós-maturo – Temperatura baixa ou diferença de temperatura no interior da chocadeira.
Pinto morto e molhado dentro do ovo – Oxigenação insuficiente, deve-se abrir a tampa de ventilação antes do 10° dia da incubação.
Pinto morto e seco dentro do ovo – Temperatura alta ou oxigenação excessiva, verifique a temperatura e abra menos a tampa de ventilação.
DADOS TÉCNICOS
Caixa de Madeira c/ 68,4 cm de comprimento X 49,4 cm de largura X 36 cm de altura.
Obs. Medidas externas.
Bandeja para colocação dos ovos com 65 cm X 46 cm X 3 cm
Grade para rolagem dos ovos de :
Galinha com 55,5 cm x 43 cm e capacidade para 84 ovos
Codorna com 58,3 cm x 43 cm e capacidade para 260 ovos
Dois bocais com duas lâmpadas de 60 W
Dois recipientes para água com 6 cm de altura X 25 cm X 44 cm
Pode-se usar vários recipientes, contanto que não falte água.
Termômetro encontrado nas farmácias
Controlador Térmico(TERMOSTATO)
Visor de vidro , 4 mm X 10 cm X 15 cm
Isopor com 2 cm X 46,4 cm X 65,4 cm
Dobradiças, pregos, parafusos, arruelas e porcas
CONSIDERAÇÕES FINAIS
Comece a montagem pala bandeja de ovos, verifique as medidas internas da chocadeira para que a bandeja fique livre e justa no interior dela.
Construa a grade de rolagem dos ovos, cheque se ela corre livre dentro da bandeja.
Faça o apoio da bandeja dentro da caixa e análise como colocar e tirar a bandeja.
Estude a melhor forma de fazer isso. Faça os doze furos inferiores.Quatro em um lado, quatro no outro e quatro no meio. Vede os furos com telas para não entrar insetos, permitindo só a ventilação se for necessário.
Providencie o recipiente de água, se for dois, ótimo, se for vários , não tem problema.
Avalie como você vai colocar água neles depois de iniciado o processo de incubação.
Faça o teste antes com uma mangueira fina e deposite água nos recipientes.
Instale o Controlador Térmico e fixe o sensor térmico no interior da caixa.
Defina o local do termômetro , avalie a sua inserção e remoção da caixa de modo a ser prático. Instale as lâmpadas, faça o furo de ventilação e sua tampa para calibrar a passagem do ar no processo da incubação.
Se precisar alterar alguma medida , lembre-se que quase todas serão alteradas.
O importante é que no resultado final tudo case e FUNCIONE CORRETAMENTE.
Inicie o processo e bons negócios.
Com um pouco de perseverança tudo se consegue.

polishop com vc
Procuramos Pessoas Sérias Interessadas em Desenvolver um Marketing de Rede Simples e Muito Lucrativo com uma Empresa Bilionária e Mundialmente Conhecida: A POLISHOP.

Monte sua Rede de Lojas polishop e Ganhe Muito Dinheiro.

Acesse e cadast
re-se